Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Do Brasil, sete novos passageiros embarcam na Arca do Gosto do Slow Food: o berbigão, a cagaita, o cambuci, o licuri, a mangaba, a ostra de Cananéia e o pequi.

A Arca do Gosto é um projeto do movimento internacional Slow Food que identifica, localiza e divulga sabores quase esquecidos de produtos ameaçados de extinção, mas ainda vivos, com potencial produtivo e comercial.

O objetivo é documentar produtos gastronômicos especiais, que correm o risco de desaparecer. Desde o início da iniciativa, em 1996, mais de 750 produtos de dezenas de países foram integrados à Arca.

Para ser incluído, o alimento precisa ter qualidades gastronômicas, ligação com a área geográfica local, ser produzido artesanalmente e de forma sustentável e estar em risco de extinção. Com os novos integrantes, a Arca do Gosto conta agora com 21 produtos brasileiros.

Conheça os novos integrantes brasileiros da Arca.

Estão abertos, até o dia 05 de fevereiro de 2010, os editais para os cursos de formação do projeto VAPRAQ - Valorização dos Produtos Agroalimentares de Qualidade.

VAPRAQ é um projeto financiado por um valor total de € 600.000,00 no âmbito das intervenções financiadas para a formação profissional dos trabalhadores italianos residentes em países não pertencentes à União Européia, promovido pelo Ministério do Trabalho, da Saúde e das Políticas Sociais da Itália - para a orientação e a formação, com o co-financiamento da União Européia (UE).

O projeto é destinado para cidadãos italianos residentes, preferencialmente, na circunscrição eleitoral de Curitiba (Paraná e Santa Catarina - Brasil), de idades compreendidas entre 18 e 64 anos e que concluíram a escolaridade obrigatória.

O responsável órgão pelo projeto VAPRAQ é a UNITE (Universidade dos Estudos de Teramo), em colaboração com parceiros italianos - Slow Food Italia - e brasileiros - UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina;  AECIT - Associação de Agricultores Biológicos de Santa Catarina; FEABRA - Federação de Associações de Abruzzeses no Brasil).

As atividades de formação serão realizadas em Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, com duração de 12 meses. As atividades de estágio acontecerão em parte nas empresas brasileiras e em parte nas empresas italianas.

Para saber mais e obter os documentos relacionados aos editais, entre no site do VAPRAQ .

 slowfood 20 anos O Slow Food foi fundado em 1989 para promover o prazer da alimentação e as culturas gastronômicas regionais e para protegê-las da padronização causada pela produção alimentar industrial. Visto que a gastronomia está intimamente ligada à agricultura, ao ambiente e à saúde das comunidades, o passo seguinte natural para o Slow Food foi o de incluir nos seus objetivos o apoio aos pequenos produtores, segundo um modelo sustentável e de produção local. Em 1999 - para pôr em prática este objetivo - nasceu o projeto das Fortalezas, que envolveu milhares de pequenos produtores em todo o mundo, reforçando economias locais e salvando da extinção diversos alimentos, como pães, queijos etc.

A Comissão Brasileira da Arca do Gosto tem o prazer de anunciar a inclusão de duas integrantes, Elisa Correa e Rosângela Cintrão.

Elisa é jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade de Florença, estuda a aplicação dos princípios do Slow Food ao jornalismo. Membro do Convivium São Paulo, ela assina a coluna "Genius Loci " no site do Slow Food Brasil.

Rosângela Cintrão é engenheira agrônoma, com mestrado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pelo CPDA/UFRRJ.  Membro do Convivium do Rio de Janeiro e voluntária do Instituto Maniva . Participante da Rede Ecológica, de compras coletivas de produtos orgânicos e da economia solidária. Tem experiência de atuação junto a ONGs com trabalho em Agroecologia. Pesquisadora em temáticas relacionadas com desenvolvimento rural, políticas públicas para agricultura, movimentos sociais no campo.

Sejam bem vindas!

A Feira de Produtos Sustentáveis do Cerrado acontecerá entre os dias 11 e 13/09, em Brasília, durante o VI Encontro Nacional dos Povos do Cerrado . Para a ocasião serão montados 100 estandes divididos por região, onde experiências, produtos e serviços desenvolvidos por organizações da sociedade civil e de comunidades do Cerrado serão divulgados e comercializados.

O objetivo é divulgar as experiências bem sucedidas de uso sustentável do Cerrado, realizadas por povos e comunidades tradicionais dos estados mobilizados. São bolos, biscoitos, doces, geléias, cremes, artesanato com sementes de plantas do Cerrado, artesanato indígena, entre outros.

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s