Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

O desperdício de alimentos é uma preocupação séria no Brasil. A quantidade de matéria-prima desperdiçada entre início e o fim da cadeia de produção/abastecimento é surpreendente. Felizmente, alguns chefs bem conhecidos estão espalhando a consciência e trabalhando para resolver o problema.

A imagem pode conter: 22 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

Em 2016, alguns chefs responsáveis ​​passaram a atuar no Brasil chamando a atenção do público para a questão do desperdício de alimentos e dando exemplo aos demais. Do famoso chef italiano Massimo Bottura, que transformou comida desperdíçada em comida para moradores de rua nos últimos Jogos Olímpicos realizados no Rio de Janeiro, ao jovem cozinheiro da Aliança de Cozinheiros e Líder da Rede Jovem do Slow Food Brasil (SFYN) Caio Dorigon, um ator ativo em um esforço mundial para reduzir o desperdício de alimentos e aumentar a conscientização sobre o tema.

Caio decidiu seguir a gastronomia depois de se formar em publicidade e trabalhar na área por algum tempo. Desde então, tornou-se um influenciador significativo na rede Slow Food Brasil, cozinhando e organizando a Rede Jovem do movimento, principalmente a partir de eventos contra o desperdício alimentar.

Um evento popular para destacar a questão do desperdício de alimentos é a Disco Xepa (Disco Soup) - uma atividade em que voluntários são convidados a coletar, higienizar, cortar e cozinhar a Xepa, ou seja, utilizar todo alimento que iria para o descarte por não se enquadrar nos padrões de estética comercial. Todas as preparações são distribuídas gratuitamente ou com a contribuição espontânea. Além disso, ela é um evento gastronômico, artístico e musical que reúne jovens, estudantes, crianças, idosos, cozinheiros e todos os simpatizantes pela causa do desperdício alimentar. É também uma ferramenta de transformação que reúne diversos saberes para a educação e conscientização da sociedade. Os eventos da Disco Xepa estão abertos ao público de todas as idades. O objetivo é "não apenas fazer festa ou cozinhar, mas também conscientizar e educar sobre o desperdício alimentar ".

Em julho de 2016, Caio liderou o SFYN Brasil para a celebração do Disco Xepa Day. Neste dia, 14 cidades em todo o país realizaram o evento coletivamente, dando-lhe um impacto focado nacionalmente. Caio acredita que a Disco Xepa é um modelo eficaz para reunir a rede Slow Food e se concentrar no desperdício de alimentos: "Este é um assunto de extrema importância e que é muito fácil de ser percebido e comunicado ao público". Ele também observa que quando os voluntários participam da coleta alimentos eles se chocam com a enorme quantidade de desperdício que testemunham.

Para além de compartilhar uma refeição, os eventos proporcionam ao SFYN a oportunidade de educar a comunidade sobre como reduzir o desperdício. No Disco Xepa de 2016, os convívios brasileiros realizaram palestras, degustações e oficinas onde os participantes foram ensinados a cortar, limpar e cozinhar os produtos coletados e a utilizar integralmente os alimentos. A Rede Jovem também criou o Guia Prático para Organizar uma Disco Xepa (que já foi traduzido para inglês e espanhol), a fim de tornar os eventos mais replicáveis. O guia inclui informações úteis e contatos para o evento, fatos sobre desperdício de alimentos e explicações sobre a importância de aumentar a conscientização.

Depois do sucesso do Disco Xepa Day no Brasil, Caio propôs um Disco Xepa Day Mundial (World Disco Soup Day) para toda a comunidade Slow Food durante o Terra Madre - Salone del Gusto, que acontecerá em 29 de abril de 2017. Trinta e nove países já se inscreveram e mais de cem Disco Xepas (sendo em torno de 20 delas no Brasil) já foram confirmadas. Entre os países envolvidos estão Brasil, Chile, Argentina, Uruguay, Paraguay, Peru, Colombia, Bolivia, Porto Rico, México, Estados Unidos, Canadá, Moçambique, Tanzânia, Uganda, Quênia, Nigéria, Serra Leoa, Espanha, França, Inglaterra, Escócia, Suíça, Itália, Alemanha, Bélgica, Holanda, Chipre, Suécia, Bulgária, Roménia, Irã, Índia, Coréia do Sul, Japão, Camboja, Filipinas, Indonésia e Hong Kong. Caio tem esperanças de que o evento envolverá a rede em uma conversa mais profunda sobre a redução do desperdício alimentar em todo o mundo.

Se você estiver interessado em obter mais informações ou participar do World Disco Soup Day 2017, clique aqui para visitar a página do evento no Facebook. Confira onde acontecerá a Disco Xepa mais perto de você através do mapa interativo. Você também pode enviar um e-mail diretamente para Caio em c.dorigon@slowfoodbrasil.com.

Texto originalmente publicado em inglês em Slow Food Chef Fights Brazil’s Food Waste with Disco Events

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s