O quê se come, com quem se come, quando, como e onde se come... nas sociedades humanas, a fome e a sede são formuladas e satisfeitas não apenas a partir das dimensões biológico-nutricionais, mas em termos culturais, sociais e históricos. Entendendo, então, que o ato alimentar implica em valoração simbólica, a proposta desta coluna é trazer para o espaço do Slow Food Brasil pequenos textos e notas de pesquisa de gente que, a partir de abordagens diversas, tem estudado as injunções entre alimentação e cultura.

» De Simplesmente Martha a Sem Reservas

 


* Renata Menasche é antropóloga, professora e pesquisadora, autora do livro A agricultura familiar à mesa: saberes e práticas da alimentação no Vale do Taquari.