Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Passados 4 meses, e após um período de pausa, entre um primo e um secondo, recomeçam as aulas com força total e muita expectativa do que está por vir: Noruega, França, Terra MadreSalone Del Gusto, Marche/Abruzzo; e a últimissima etapa, ainda não decidida, que será o estágio final de dois meses (a escolha do aluno).

A primeira metade do curso foi excepcional e mais que satisfatória: Sicilia, Espanha, Piemonte e Veneto; além de todo o desenvolvimento dos estudos (entre outros que virão neste segundo período) que compreendem: introdução as tecnologias alimentares; história, geografia e processos de transformação dos principais produtos típicos da gastronomia italiana (formaggio, olio d'oliva, salumi, pesce, aceto balsamico, pomodoro, pasta, vino e gelato); turismo enogastronômico; história e antropologia da alimentação; sociologia do consumo alimentar; analise sensorial e ciência do consumidor; marketing; e, naturalmente, degustação (entre todos os produtos estudados e outros, a exemplo café, chocolate e cerveja).

Parece muito em pouquíssimo tempo. E realmente é. 

O conteúdo condensado das disciplinas, e as viagens, tornam os dias e as semanas "intensos". Mas existe um tempo relativamente livre para: estudar, descansar, trabalhar (em alguns casos, como o meu) e até, como fazem muitos dos alunos que aproveitam a oportunidade deste ano especial, para viajar e conhecer outros lugares da Itália e fora dela. Falando em alunos, esta é outra parte integrante significativa do curso. Existe um intercambio cultural muito grande, além daquele incluso na didática, entre pessoas interessantíssimas provenientes de diferentes campos profissionais e de estudo. Este ano estão presentes: Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Áustria, Itália, Turquia, países asiáticos (Japão em particular), Nova Zelândia, Austrália e Brasil, claro. Professores excelentes de importantes universidades italianas, e de outros paises, compõem o corpo docente. E, não poderia deixar de mencionar também, o divertido e comprometido "staff" (grupo responsável pela secretaria, viagens, estágios e coordenação) que completa a estrutura organizativa da Universidade de Ciências Gastronômicas.

Em nosso próximo encontro trarei alguns dos momentos saboreados no dia-a-dia das aulas e das viagens feitas até agora.


Giancarlo Godano é estudante da Universidade de Ciências Gastronômicas

 

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s