Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

» Para receber os textos do Slow Food Brasil por email, basta você cadastrar seu endereço:


Acompanhe também via: Slow Food Brasil via RSSSlow Food Brasil no TwitterSlow Food Brasil no Facebook

Engenhos de Farinha de SC como patrimônio cultural na telona do cinema do CIC, Floripa.

22218616 1465110666892153 7512359927985376197 o

Ganhador do Prêmio de Patrimônio Imaterial do Edital Elisabete Anderle de 2015, o documentário Cultura de Engenho: patrimônio e resistência será lançado no Centro Integrado de Cultura de SC no próximo dia 05 na presença de seus protagonistas, agricultores familiares de Florianópolis, Imbituba, Garopaba, Palhoça entre outras comunidades que compõem a Rede Catarinense de Engenhos de Farinha e Fortaleza dos Engenhos de Farinha Slow Food. O evento, promovido pela Rede Catarina Slow Food, Ponto de Cultura Engenhos de Farinha/Cepagro e parceiros tem como objetivo sensibilizar estado e sociedade para a preservação do patrimônio agroalimentar dos Engenhos de Farinha. A atividade começa às 16 horas e vai até às 7h da noite e é gratuita.

Para quem gosta de comer bem e sem pressa

Tendência mundial que começa a ganhar muitos adeptos no Brasil, podem ser chamados de puertas cerradas, antirrestaurantes ou gastro lares, como estão ficando conhecidos por aqui. Mas todos carregam o mesmo conceito. São residências que abrem suas portas para refeições com reservas antecipadas. Quem comanda as panelas é, normalmente, o anfitrião, que é chef de cozinha ou pode ser também uma pessoa apaixonada por gastronomia que decidiu se aventurar como cozinheiro.

A metodologia do percurso sensorial tem no alimento um potente caminho para educar para a transição e emancipação 

Foto de Gabriela Pieroni 3

Abricó, cubiu, tucumã,licuri, baru,pinhão, jatobá, butiá,mel de jandaíra, pequi, cupuaçu, castanha de cotia, baunilha do cerrado, cambuci, capim-limão, preciosa, manjericão, sapota são apenas algumas das sensações que os participantes do percurso sensorial pelos biomas brasileiros puderam experienciar nas oficinas ministradas pelo Slow Food Brasil no inesquecível X Congresso Brasileiro de Agroecologia ocorrido de 12 a 15 de setembro em Brasília. 

Queijo Serro


O sistema brasileiro de inspeção de produtos de origem animal possui três esferas de atuação: municipal, estadual e federal.

Quando um estabelecimento se registra no Serviço de Inspeção Municipal ele indica no rótulo de seu produto um selo do SIM e pode comercializar apenas dentro daquele município registrado.

Quando o registro é feito no Serviço de Inspeção Estadual ele indica o selo do SIE podendo comercializar apenas dentro de seu Estado (em todos os municípios), e quando o estabelecimento se registra no Serviço de Inspeção Federal, pode comercializar seus produtos em todo o território nacional, exibindo no rótulo o selo do SIF.

As inspeções municipais e estaduais ainda podem solicitar ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento - MAPA (responsável pela Inspeção Federal) a equivalência de inspeção (onde deverá atender alguns critérios), caracterizando o SISBI-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal). Desta forma, o estabelecimento continuará registrado no serviço municipal ou estadual, mas poderá comercializar em todo território nacional.

Se considerarmos o volume de inspeções municipais e estaduais, ainda é muito baixa a adesão ao SISBI-POA por parte destes órgãos fiscalizadores, isso porque, para a adesão, é necessária uma série de investimentos com relação a estrutura da fiscalização para atender as exigências da inspeção federal, além de investimentos maiores por parte dos produtores com relação a estrutura da unidade fabril.

Então pergunto:

Agricultores familiares e ativistas da rede Slow Food participam dos Caminhos do Saber, da Feira Agroecológica e da Sociobiodiversidade, da Praça de Alimentação e do Bar

Uma das grandes referências em agroecologia desde a década de 1970, o Distrito Federal foi o endereço escolhido para sediar três eventos de grande expressividade: o VI Congresso Latino-Americano de Agroecologia, o X Congresso Brasileiro de Agroecologia e o V Seminário de Agroecologia do DF e Entorno — que acontecem simultaneamente entre os dias 12 e 15 de setembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. A expectativa de público é de aproximadamente 5.000 pessoas de diversas parte do Brasil e do exterior, com destaque para os países latino-americanos.

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s