Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

» Para receber os textos do Slow Food Brasil por email, basta você cadastrar seu endereço:


Acompanhe também via: Slow Food Brasil via RSSSlow Food Brasil no TwitterSlow Food Brasil no Facebook

slow food planet RIO WEB
Aos olhos dos visitantes mais curiosos, esquadrinha-se um Rio de Janeiro que extrapola os estereótipos aos quais se costuma reduzir a cidade. A riqueza natural e a diversidade cultural que as ruas estampam revelam-se também em suas mesas. Na última década, o Rio vem provando que tem mais a oferecer além dos (merecidamente) cultuados botecos. Basta saber onde buscar. A seleção a seguir apresenta alguns destes endereços, que estão entre as sugestões do aplicativo Slow Food Planet.


Baixe o aplicativo do Slow Food Planet acessando o site:
planet.slowfood.com ou na loja de aplicativos do seu celular.

Padaria artesanal

A partir da tradição milenar da fermentação natural, a pequena padaria The Slow Bakery produz hoje os melhores pães do Rio. No cardápio do café anexo à área de produção, eles contracenam com produtos de excelente qualidade. O pão com manteiga dourado na chapa, se acompanhado do ótimo pingado, eleva a clássica dobradinha dos desjejuns cariocas a outro patamar. Do queijo-quente ao croque, todos os sanduíches da casa são deliciosos.


Para driblar o calor

Em uma cidade onde os termômetros registram altas temperaturas durante boa parte do ano, é bom contar com uma sorveteria de excelência. Na Vero Gelato Italiano, os sorvetes são mais equilibrados e menos doces que a média. Além de textura impecável, revelam interessantes combinações de ingredientes, como abacaxi com cardamomo, figo com amêndoas ou banana com cumaru.


Comida brasileira com alma de bar

Inicialmente um boteco, o Aconchego Carioca cresceu e virou restaurante, mas não perdeu a alma de bar. No trabalho da chef Kátia Barbosa, a influência nordestina dialoga com sua incontestável carioquice. Desse balaio, surgem pratos substanciosos – como escondidinho, moqueca, arroz de rabada – e saborosos petiscos, entre os quais se destacam os inventivos bolinhos.

Alta gastronomia

A alta gastronomia carioca desenha seus contornos especialmente em quatro endereços. Claude Troisgros e o filho Thomas Troisgros traduzem no cardápio do Olympe, a um só tempo, a história e a evolução da casa: ao lado de seus clássicos, entram em cena os pratos hoje criados a quatro mãos pela dupla. Roberta Sudbrack, no restaurante homônimo, aborda com profundidade o sentido de brasilidade, sem cair na armadilha do exótico. Felipe Bronze pratica no Oro sua moderna cozinha brasileira, em que o lúdico é elemento central. Rafa Costa e Silva exalta a cozinha de mercado no Lasai, onde exibe técnica exuberante, jamais ostentada por si, mas sempre colocada a serviço dos produtos, muitos deles oriundos das próprias hortas do chef.

O mar como companhia

Embora a beleza do litoral convide a uma refeição à beira-mar, não é exatamente fácil comer bem nos quiosques da orla. Debruçado sobre as areias da Praia do Pepê, na Barra da Tijuca, o Atlântico não quer ser mais um quiosque entre tantos. Propõe um enxuto cardápio voltado a pratos menos pesados e mais bem executados do que se costuma esperar de estabelecimentos desse tipo. Assados na hora, os peixes são fornecidos diariamente por pescadores locais.

Circuito Carioca de Feiras Orgânicas

Visitar feiras e mercados de rua é uma das melhores formas de conhecer a cultura gastronômica de um lugar. Há alguns anos, o Rio de Janeiro ganhou o Circuito Carioca de Feiras Orgânicas, que vem permitindo a conexão entre consumidores e pequenos produtores orgânicos ou agroecológicos de diversas regiões do Estado. Além de folhas, legumes e frutas, há produtos como farinhas e geleias. Nas edições de alguns bairros, há a participação do Instituto Maniva, em cuja banca cozinheiros preparam tapioca, propondo uma alternativa ao clássico pastel vendido nas feiras convencionais.

The Slow Bakery – Rua São João Batista 93 – Botafogo

Vero Gelato Italiano – Rua Visconde de Pirajá 229 – Ipanema e Av. Ataulfo de Paiva 135 C, Leblon

Aconchego Carioca – Rua Barão de Iguatemi 379 – Praça da Bandeira

Olympe – Rua Custódio Serrão 62 – Lagoa

Roberta Sudbrack – Av. Lineu de Paula Machado 916 – Jardim Botânico

Oro Restaurante – Avenida General San Martin 889 – Leblon

Lasai – Rua Conde de Irajá 191 – Botafogo

Quiosque Atlântico – Avenida do Pepê com rua Tenente Airton Pereira (próximo ao Hotel Tropical Barra) – Barra da Tijuca.

Circuito Carioca de Feiras Orgânicas – www.feirasorganicas.com.br

agrecologia

A agroecologia inverte o sistema do agronegócio: cuida dos recursos naturais, valoriza a diversidade (de variedades vegetais e raças animais), harmoniza a ciência oficial com os conhecimentos tradicionais e lança um desafio: acabar com a fome no mundo com a agricultura de pequena escala, numa época dominada pela mudança climática.

Um bilhão e meio de hectares da superfície do planeta é utilizado para a agricultura: boa parte da população mundial se dedica à agricultura, e o alimento produzido poderia alimentar 9-10 bilhões de pessoas. No entanto, não é o que acontece: cerca de um bilhão de pessoas passa fome e, anualmente, desperdiçamos mais de um terço dos alimentos produzidos para consumo humano.

cafe terramadresalonedelgusto

Entre 22 e 26 de setembro acontece em Turin o Terra Madre Salone del Gusto 2016. Conheça algumas ações educativas que serão realizadas com foco nos temas: a preservação da biodiversidade, as culturas das populações indígenas; povos migrantes; e ainda o mel, as abelhas e os apicultores; o peixe, a pesca e os pescadores; consumo de carne…

Temas centrais dos percursos interativos e das áreas temáticas do evento:

Seminário gastronomia Comidas do Mar

O 10° Seminário de Gastronomia Baiana, acontecerá no dia 23/08/16 com o tema: Águas de Comer. Peixes, mariscos e crustáceos da Bahia, onde irá discorrer sobre o tema nas diversas áreas do conhecimento, promovendo o debate e novos olhares a respeito do tema, onde a cultura e identidade alimentar do baiano é difundida. concomitante com o lançamento do livro do mesmo titulo em homenagem aos 10 anos do Museu de Gastronomia Baiana. Sendo um evento já consolidado e que promove a nossa gastronomia e fomenta o estudo e pesquisa a respeito do tema, ratificando a importância desse evento não apenas para gastronomia, cultura e áreas afins como para toda sociedade.

A idéia surgiu de Cenia Salles e Margarida Nogueira e da vontade de compartilhar com os associados do Slow Food e outros interessados, os inúmeros materiais reunidos durante os anos que tem atuado no movimento.

O acervo conta agora com materiais institucionais, publicações variadas trazidas dos eventos Terra Madre/Salone del Gusto (Itália), livros de gastronomia, sobre educação, ecologia, sustentabilidade, revistas nacionais e internacionais, DVDs, amostras de produtos da Arca do Gosto, das Fortalezas e das Comunidades do Alimento, materiais das Campanhas do Movimento Slow Food e dos Grupos de trabalho temáticos.

acervo.png
Sala do Acervo/Crédito: Cenia Salles

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s