Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

App colaborativo chega ao Brasil com 847 dicas que seguem o perfil do movimento; são sugestões de onde comer, comprar e passar o tempo livre 

Slow Food Planet 

Você está de férias e quer jantar num restaurante bacana em Florianópolis, fazer compras no Mercado Municipal de São Paulo ou, simplesmente, saber onde tomar um bom café com pão de queijo em Belo Horizonte. Com uma seleção de dicas para encontrar esses lugares, o Slow Food lança no Brasil o aplicativo Slow Food Planet, realizado com o apoio da Lavazza.  

Lançado no Brasil e na Europa simultaneamente, o app inclui 12.500 recomendações em 22 países, sendo 847 no Brasil, escolhidas por mais de 2000 colaboradores ao redor do mundo. São associados do movimento, chefs, produtores artesanais e jornalistas que contribuem com dicas e comentários para selecionar estabelecimentos com práticas que se identificam com o perfil do movimento, ou seja, que ofereçam alimentos bons, limpos e justos. A seleção final fica à cargo da rede Slow Food. Desta forma, ele está sempre em construção e vai continuar crescendo continuamente, graças às novas sugestões enviadas.

Ele pode ser baixado gratuitamente na Apple Store ou Google Play, com acesso gratuito inicial a um território de sua escolha. Associados do Slow Food têm acesso imediato a dez territórios. Cada local adicional tem custo de U$ 1,99 e pode ser comprado separadamente, de acordo com os interesses e necessidades de cada um. A verba arrecadada com o aplicativo será destinada ao movimento e o app tem como um dos objetivos conseguir patrocinadores e novos apoiadores para a organização.

As indicações são reunidas em áreas, cidades ou territórios significativos do ponto de vista cultural, paisagístico e gastronômico, variando de país para país e adaptando-se aos costumes de cada um. Se na Itália, por exemplo, a plataforma recomenda osterias tradicionais, e na Espanha, bares de tapas, por aqui não poderiam faltar churrascarias e botecos. Inicialmente o aplicativo traz sugestões de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Brasília, Goiania e região, Belém, Manaus, Norte Catarinense, Florianópolis e Porto Alegre.

Você pode usar três categorias para começar sua busca: Tempo para comer, Tempo para comprar Tempo para mim. 

Tempo para comer reúne uma série de cafés, bares e restaurantes como a Padaria Casarão, em Itaiópolis, Santa Catarina, uma construção de 1924 que oferece quitutes como pães de centeio, torta de requeijão artesanal e geleias de frutos nativos como butiá e guabiroba, ou o Restaurante do Bira, no Rio de Janeiro, onde é possível almoçar um peixe fresco embaixo de árvores com vista para a restinga da Marambaia.

Em Tempo para mimvocê pode selecionar facilmente a bebida e a comida que mais combinam com seu estado de espírito, como o famoso café sertanejo com receitas resgatadas de livros antigos da Fazenda Babilônia, em Pirenópolis, que mostra como era a vida nas lavouras de cana-de-açucar no século XIX.

Tempo para comprar é um verdadeiro tesouro para encontrar lojas de produtos típicos e comprar diretamente dos produtores. As sugestões vão desde novidades como o Eataly, em São Paulo, passando por mercados como o Ver-o-Peso, em Belém, que há 388 anos reúne sementes, raízes e uma infinidade de ingredientes locais, ou, ainda, a Feira Ecológica do Bom Fim, no Parque da Redenção, em Porto Alegre, que traz vegetais, frutas, temperos e ervas, tudo orgânico e produzido de forma responsável e vendidos a um preço justo, para quem compra e para quem vende.

Nos três casos, filtros ajudam a escolher exatamente o que você procura em cada um desses lugares. Em compras, por exemplo, é possível escolher de acordo com a categoria de produtos que você deseja adquirir: carnes curadas, queijos, chocolates ou vinhos, por exemplo. Também dá para selecionar os lugares de acordo com o tipo de comida e a atmosfera: simples, elegante, reconfortante, romântica, clássica ou contemporânea.

Todas as informações de cada indicação estão reunidas em uma única ficha: fotos, endereço, telefone, custo médio, link para o website, horário de funcionamento, uma breve descrição do local e, por fim, o mapa. Além disso, é possível visualizar os lugares de acordo com a faixa de preço, o dia da semana, o momento do dia, e outras especificações como menu para celíacos, boa quantidade de opções vegetarianas, mesas ao ar livre e ingredientes regionais.

Com o Slow Food Planet, entrar em contato com o local escolhido também é simples: basta selecionar a função “ligar”. E se não houver conexão, não há problema: as indicações salvas em Favoritos também podem ser consultadas off-line.  Para decifrar os termos gastronômicos menos comuns ou os pratos mais típicos de uma região, o aplicativo inclui um dicionário, que pode ser consultado instantaneamente – basta clicar na palavra desconhecida diretamente na ficha. 

Sobre o Slow Food:

Fundado por Carlo Petrini, na Itália, em 1986, o Slow Food é um movimento internacional sem fins lucrativos presente em mais de 150 países. Nasceu como um protesto contra o fast-food e a fast-life, onde tudo é padronizado. Defende o alimento bom, ou seja, saboroso e de qualidade; limpo, que não prejudica o meio ambiente; e justo, em relação a condições de trabalho e remuneração dos produtores. O Slow Food tem três grandes missões: defender a biodiversidade alimentar, difundir a educação do gosto e aproximar os agricultores dos consumidores através de eventos, iniciativas e projetos como a Arca do Gosto, o Terra Madre Day, a Disco Xepa e a Aliança dos Cozinheiros.

Mais informações:

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s