Slow Food organiza atividades educacionais para apoiar o circuito de feiras durante a Rio+20, Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável

O Comissário Europeu para a Agricultura e o Desenvolvimento Rural, senhor Dacian Cioloş e o Comissário Europeu para o Desenvolvimento e a Cooperação – Europaid, senhor Andris Piebalgs, visitam o Circuito Carioca de Feiras Orgânicas durante a Rio+20, a convite de Carlo Petrini e do Slow Food.

Guiados por Carlo Petrini, presidente do Slow Food, o senhor Piebalgs irá visitar a feira de orgânicos da Tijuca no dia 21 de junho às 10:45. O senhor Cioloş visitará a feira do Jardim Botânico no dia 23 das 9 às 10:30.

A presença dos Comissários Europeus nas feiras orgânicas do Circuito representa um importante apoio na direção de um modelo de agricultura sustentável que, além de preservar a Terra, ajuda manter a culturas tradicionais.

Nestas duas ocasiões, os Comissários Europeus serão apresentados aos produtores, acompanham as atividades realizadas pelo Slow Food e estarão disponíveis para falar com a imprensa.

Petrini também participa dos Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável sobre Segurança Alimentar e Nutrição, no dia 17.

 

Sobre o Circuito

Até pouco tempo, o Rio de Janeiro, uma cidade com mais de 6 milhões de habitantes, tinha um único mercado onde os agricultores de orgânicos podiam vender seus produtos. Esse cenário começou a mudar há dois anos com o surgimento do Circuito Carioca de Feiras Orgânicas.

O Circuito Carioca de Feiras Orgânicas foi criado pela ABIO (Associação de Agricultores Biológicos do Estado do Rio de Janeiro) em parceria com a SEDES (Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro).

Para apoiar o Circuito e ajudar a comunicar a importância da relação dos produtores familiares com os consumidores, o Slow Food Internacional tem trabalhado no Rio de Janeiro com os agricultores para promover os mercados e melhorar a identidade visual das barracas.

A maior parte dos pequenos agricultores vem de cidades próximas, na região serrana da capital, e depende inteiramente das feiras para vender seus produtos. Para os consumidores, as feiras são também uma oportunidade para comprar alimentos orgânicos por um preço justo, além de conhecer os agricultores e saber mais sobre o cultivo sustentável.

Durante a Rio+20, o Slow Food organizará atividades educativas nas feiras destinadas aos moradores do Rio e aos visitantes. As atividades serão realizadas nas feiras de Ipanema, Tijuca, Bairro Peixoto e Jardim Botânico, das 10h às 12h.

Com a presença nas feiras orgânicas e na Cúpula dos Povos, o Slow Food dará visibilidade para experiências sustentáveis concretas, tanto as já existentes quanto as que ainda estão sendo discutidas. A ideia é dialogar com a cidade e, durante as atividades, incentivar visitantes e moradores a entender as implicações do atual sistema alimentar na vida das pessoas e do planeta.

Para o Slow Food, o contato direto entre produtores e consumidores, é fundamental na defesa pelo direito das pessoas ao alimento bom, limpo e justo.

Ao promover a agricultura orgânica, o Slow Food chama atenção para o atual sistema alimentar, injusto e insustentável, especialmente no Brasil onde 1 em cada 3 vegetais está contaminado por pesticidas, de acordo com o World Public Health Nutrition Association (WPHNA).

Para a Rio+20, o Slow Food também preparou um guia que será distribuído gratuitamente durante a conferência, com 100 dicas para lugares que praticam o bom, limpo e justo. Rio de Janeiro – 100 Dicas Slow Food vai dos botecos a restaurantes de alta gastronomia. O guia também apresenta projetos sociais inovadores em comunidades carentes que estão mudando vidas e pequenas geografias de uma cidade complexa.

No Brasil desde 2002, o Slow Food conta com 32 convivia (como são chamados grupos locais formados por sócios) espalhados pelo país. Através de projetos como a Arca do Gosto, Fortalezas e Terra Madre, o Slow Food envolve mais de 40 mil produtores brasileiros em ações práticas guiadas pelo desenvolvimento sustentável.

 

Agenda de atividades do Slow Food no Circuito Carioca de Feiras Orgâncias

Sempre das 9h às 12h.

19/06 – Ipanema
Praça Nossa Senhora da Paz

21/06 – Tijuca
Praça Alonso Pena

23/06 – Bairro Peixoto
Praça Edmundo Peixoto

23/06 – Jardim Botânico
Praça da Igreja São José da Lagoa

 


 

Paola Nano
Slow Food International
Press Office Director
Via della Mendicità Istruita, 14
12042 BRA (Cn) - Italy
Tel
++39 0172 419645
Cell
++39 329 8321285
E-mail 
p.nano@slowfood.it
Skype: paolanano

 

Cíntia Bertolino - Rio de Janeiro - Brazil
cintia.cris@gmail.com
+55 (21) 8003-4606
Skype: cintiacrisbb