Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

A Comunidade está organizada na forma da Associação Fundo de Pasto dos pequenos produtores do Sítio Melancia e conta com 35 associados

O povoado de Melancia é tradicionalmente caracterizado pelo pastoreio, com criação em área de “fundo de pasto”, onde os bovinos, ovelhas, cabras, bodes, entre outros animais, convivem harmoniosamente em ambiente sem cercas e se alimentam da vegetação nativa. A criação em “fundo de pasto” é transmitida de geração em geração, há mais de 100 anos, contribuindo para a cultura nordestina na região da caatinga. Esse sistema de criação, com uso compartilhado da terra, acaba criando laços de parentesco e compadrio muito fortes entre os moradores, além de desenvolver a coletividade e solidariedade.

Formada por famílias que criam caprinos nos próprios quintais, a comunidade vem sendo gravemente ameaçada pela ação de grileiros, por conflitos de terras, e pela instalação de grandes empreendimentos nas comunidades tradicionais. Essas ameaças reforçaram a necessidade de união de esforços da comunidade para se manter. Por ser uma região de caatinga, caracteriza-se por um clima seco e uma paisagem singular, por isso há um movimento de resistências contra àqueles que colocam em risco a continuidade da maneira de viver dessas famílias.

O queijo coalho de cabra representa a força do nordestino em transformar um território árido, carente de recursos naturais e financeiros, em um local capaz de produzir especiarias como esse queijo. Por ser uma cultura de “fundo de pasto”, os animais são criados livremente e junto com outros animais, o que representa a melhor maneira do animal resistir a longos períodos de estiagem e a alimentação escassa na caatinga e, também, há uma forte relação entre produtor, produto e meio ambiente, garantindo ao consumidor um produto com sabor e aroma típicos da cultura sertaneja, e a cada mordida remete ao sabor da caatinga.

Nessas comunidades são produzidos queijos artesanais de cabra , em pequena escala, para atender o consumo das famílias produtoras e as encomendas. São comunidades que produzem para a subsistência, cuja produção também é feita em comunidade, uma vez que todos cuidam dos animais, independente de ser proprietário ou não.  

A produção do queijo é realizada, geralmente, pelas mulheres, em suas próprias casas, garantindo o saber fazer de cada família. Por ser 100% artesanal, cada queijo possui singularidades, apesar de que há a tentativa de padronização do produto. A casca quase uniforme com o queijo e o sabor único do leite das cabras, pé duro da região do São Francisco, fazem com o que queijo tenha o sabor da caatinga, resultado do saber e trabalho de mulheres sertanejas.

Toda a cadeia produtiva do queijo de coalho é limpa, uma vez que o alimento das cabras leiteiras é o pasto. Além disso, a criação do animal livre no pasto, sob o olhar cuidadoso de toda a comunidade, garante um manejo respeitoso ao animal e a sua sobrevivência às condições do sertão nordestino.As cabras são marcadas pela “assinatura” de cada família garantindo o bom convívio em comunidade. A alimentação do animal é composta basicamente do pasto existente, podendo ser complementada com ração, frutas e legumes. Após a ordenha, o leite é coalhado com renina, enzima digestiva retirada do estômago de cabras abatidas. Após a coagulação a massa é prensada manualmente, lavada e adicionado o sal para então seguir para o processo de maturação, que dura em torno de 12 horas.

A produção é caseira, higienizada, e o delicioso produto é consumido localmente pela própria família e o excedente é comercializado na própria comunidade pelos produtores.  Por ser feito com o objetivo de atender à alimentação de quem produz e venda de excedente (por encomenda), garante não apenas uma remuneração adequada ao produtor, mas sobretudo uma alimentação com sabores típicos, produzidos a partir de técnicas e tradições locais.

 

Estado/Região/Território: Caatinga baiana/ Região Nordeste

 

Esta Comunidade do Alimento foi incluída pelo projeto:

Logo Novo Projeto site copy

 

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s