Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Chamado tambén café de cambona, o café de inhame é uma infusão de pó de inhame torrado, preparada da mesma forma que o café. O inhame cortado em fatias e seco ao sol é torrado no forno e moído. O pó é misturado diretamente na água fervente e pode ser coado em filtro de pano ou apenas decantado.
Com coloração que vai do marrom avermelhado à tonalidades mais escuras, tem sabor levemente amargo, tostado, com notas amendoadas e achocolatadas. 
A família dos Evangelista, da cidade de Antônio Carlos, zona rural de Barro Branco, Minas Gerais, além de se dedicar à criação de gado de leite, criação de ovelhas, porcos, frangos caipira, peixes, minhococultura, cultivo de hortaliças, milho, feijão, batatas e mandioca, é conhecida pela preparação do Café de Inhame. A receita passa de geração em geração, desde bem antes de 1930.
A infusão é preparada com inhame rosa (tuberosa muito usado na alimentação de suínos). A família conta que o grande segredo esteja no ponto de torra, conhecimento que dominam com extrema habilidade.

Na região das Missões, no Rio Grande do Sul, quando faltava café, os antigos tropeiros bebiam uma infusão feita com inhame torrado, preparado numa caneca grande, com um dos lados retos (para se adaptar ao lombo dos animais de carga), chamada de cambona. A receita do café de cambona passa de geração para geração, no município de São Nicolau, no noroeste gaúcho.
O caneco é apoiado sob um fogo de chão, com água para ferver. O pó é misturado à água e, quando a fervura levanta novamente, um torrão de carvão quente é mergulhado na mistura, com o objetivo de favorecer a decantação do pó.
A bebida aparece nas festas tradicionais da região é a cidade organiza todo ano, no mês de Maio, a Festa do Café de Cambona. 

cafe-de-cambona.jpg
Café de Cambona, São Nicolau/RS. Foto: A Notícia

Da mesma forma que o café, o café de inhame aparece como hábito no café da manhã, pausas de viagens e do trabalho e ao longo do dia. Na região de São Nicolau, seu acompanhamento típico é um bolinho frito de farinha de trigo. 

Indicação: Anderson Luiz Carvalho Inocêncio e Nivea Evangelista
Texto e pesquisa: Jean Marconi de Carvalho

Para maiores informações:
Receita de café de inhame na cambona - Programa Rio Grande Rural
Festa do Café de Cambona é comemorada em São Nicolau nas Missões do RS

Este produto compõe o projeto:
Logo Novo Projeto site copy

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s