Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

A pimenta-de-macaco (Xylopia aromatica), também conhecida pelos nome populares pimenta-de-negro, pachinhos, esfola bainha e pindaíba, pertence à família botânica das Anonáceas, com distribuição ampla mas de baixa frequência. Possui crescimento lento, podendo atingir cerca de 4m a 6m de altura. Suas flores são brancas e se abrem, principalmente, entre setembro e novembro, com maturação dos frutos entre abril e julho. Seus frutos são carnosos, verde por fora e avermelhados por dentro; se abrem quando maduros, expondo as semente, preta.
Produção em média é de 20kg por árvore, sendo bastante procurada pela avifauna.
É uma árvore pioneira, sendo utilizada para reflorestamento e preservação do Cerrado que, segundo dados oficiais, já perdeu mais de 50% de sua cobertura vegetal.

http://biogeodb.stri.si.edu/bioinformatics/dfmfiles/files/c/18290/18290.JPG
Fruto de pimenta-de-macaco. Imagem: Rolando Pérez

As sementes da pimenta-de-macaco apresentam sabor semelhante ao da pimenta-do-reino, e é utilizada pelos povos tradicionais e indígenas. O uso se dá macerando a semente madura e a misturando como condimento, ao alimento desejado. A espécie caiu em desuso na gastronomia pois sua árvore passou a ter maior valor pela madeira na fabricação de ferramentas e/ou para outros usos.

Pode ser usado em substituição à pimenta-do-reino, para aromatizar carnes, peixes, legumes e outros pratos. Com viabilidade de cerca de 2 meses após separada do fruto, pode ser conservado em aguardente ou vinagre.

Indicação por Lucas Pêgo Oliveira Pereira, Tanea Romão, Pedro Augusto Borges Coni e Ana Paula Caetano Jacques.
Revisão por Jean Marconi de Oliveira Carvalho e Ligia Meneguello

Referências
Lorenzi, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil, vol1.
Publicação nº 43 - Biodiversidade - Ministério do Meio Ambiente: Espécies do Cerrado
Blog: Viver o Cerrado
Site: Laboratório de Manejo Florestal
Site: Come-se

Este produto foi indicado pelo projeto

Logo Novo Projeto site copy

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s