Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

A guabiroba-rugosa (Campomanesia schlechtendaliana) - chamada também de guabiroba verde, guabiroba ou gabiroba - apresenta-se como um arbusto ou árvore não cultivada e pouco frequente na Mata Atlântica. É parente próxima do cambuci (Campomanesia phea), que já consta na Arca do Gosto, ambas pertencentes a família das mirtáceas. Esta planta ocorre do Paraná até a Bahia.

A principal ameaça a esta planta é a perda de habitat, potencializado pela perda dos quintais de cultivo resultante da verticalização das cidades e ocupação desordenada nas áreas urbanas que originalmente pertencem a Mata Atlântica.

Seu risco de extinção varia de acordo com a referência consultada, constando na lista vermelha de plantas ameaçadas de extinção da IUCN como espécie vulnerável. O fruto é bastante aromático e sua polpa tem sabor acidulado."

Muitas comunidades utilizavam o fruto para a engorda de animais como porco, cabra e até mesmo gado.

É consumida no sucos, geleias, doces, in natura.

Indicação: Glenn Makuta
Revisão: Bernardo Simões
Este produto compõe o projeto:
Logo Novo Projeto site copy

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s