Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

A Capsicum chinense é conhecida por apresentar grande diversidade na Bacia Amazônica.
Sua variedade ‘olho de peixe’ é de grande consumo em populações indígenas devido ao alto teor de pungência que apresentam (Barbosa et al, 2002).
Planta arbustiva que pode achegar a 1,80 m de altura. Folhas verdes escuras com caule, galhos e nervuras roxas devido a presença intensa de antocianina. Flores: 2 a 3 por nó, com anteras roxas e corola branco- esverdeada, com manchas lilás na face dorsal das pétalas. Entra em produção após os 120 dias. Frutos de pungência alta, esféricos com 1 x 1 cm, de coloração roxa (imaturo) a marrom avermelhado (maduro) e amarela, possuindo uma media de 30 sementes de coloração creme. Produz uma media de 170 a 180 frutos por safra. Em clima quente, pode produzir três safras por ano.

Figure-2-Capsicum-chinense-with-wild-characteristics-known-as-Olho-de-peixe-accession.png
Pimenta 'olho-de-peixe'. Foto: ResearchGate

Essa pimenta possui alta demanda mas, por outro lado, uma oferta relativamente baixa. O fato da pimenta olho de peixe ser uma variedade dessa espécie, e estar sob o domínio de populações da agricultura familiar, seja cabocla ribeirinha ou indígena, justifica a necessidade de sua conservação. É uma variedade com fortes características socioculturais.
Extremamente aromáticos, são usadas secas ou frescos para temperar carnes e frutos do mar, e no preparo de molhos e conservas.

Indicação por Norberto Moraes de Azevedo Neto
Este produto compõe o projeto:

Logo Novo Projeto site copy

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s